Diabos Alvinegros

Pra quem não torce… ama!

Os números de 2010

Os duendes das estatísticas do WordPress.com analisaram o desempenho deste blog em 2010 e apresentam-lhe aqui um resumo de alto nível da saúde do seu blog:

Healthy blog!

O Blog-Health-o-Meter™ indica: Este blog está em brasa!.

Números apetitosos

Imagem de destaque

Um Boeing 747-400 transporta 416 passageiros. Este blog foi visitado cerca de 2,100 vezes em 2010. Ou seja, cerca de 5 747s cheios.

 

Em 2010, escreveu 33 novos artigos, nada mau para o primeiro ano! Fez upload de 29 imagens, ocupando um total de 2mb. Isso equivale a cerca de 2 imagens por mês.

The busiest day of the year was 16 de março with 237 views. The most popular post that day was Vazou a nova camisa do Galo.

De onde vieram?

Os sites que mais tráfego lhe enviaram em 2010 foram twitter.com, colunas.globoesporte.com, orkut.com.br, globoesporte.globo.com e alphainventions.com

Alguns visitantes vieram dos motores de busca, sobretudo por novidades do galo, ayrton senna, camisa do galo, diabos e senna

Atracções em 2010

Estes são os artigos e páginas mais visitados em 2010.

1

Vazou a nova camisa do Galo março, 2010

2

ESPECIAL – Ayrton Senna março, 2010
1 comentário

3

MARQUES – O drible que ele não conseguiu realizar maio, 2010

4

ESPECIAL: Comparativo – Mendez x Valência março, 2010
2 comentários

5

Recomeçam as especulações… março, 2010
1 comentário

Anúncios

Manchester: Balanço final da temporada

Mais um temporada do Campeonato Inglês chega ao fim e infelizmente sem títulos expressivos para nós, Diabos Vermelhos. Vou agora fazer um balanço do que eu achei de positivo e de negativo nesta temporada 09/10 do Manchester.

O Manchester começou a temporada com um time mais fraco em relação ao time que terminou a temporada passada. As vendas de Tevez (MAN. City) e, principalmente, Cristano Ronaldo (Real Madrid) reforçaram o caixa do clube, mas foram baixas significativas para o elenco. As especulações sobre quem os substituiriam começaram a pipocar na imprensa e nomes como Benzema e Ribery ganharam força enchendo a torcida de esperança. Porém na hora de assinar o que se viu, se não decepcionou, também não empolgou. Michael Owen, Valência e Obertan foram as únicas contratações de Sir Alex Ferguson.

Os Glazer, tentando recuperar um pouco do dinheiro investido no clube, vetaram grandes contratações. A torcida passou toda a temporada fazendo protestos contra os donos do clube. As cores verde e amarela foram usadas nas arquibancadas, numa alusão as primeiras cores do clube na época em que ainda se chamava Newton Heath Football Club. Muitas vezes violentos, esses protestos se davam em forma de músicas dentro do estádio, ou com violência foram dele. Isso tudo contribuiu com a péssima temporada. Um grupo de torcedores chamados de Red Devils Knights, formado por banqueiros e empresários, começou uma ação para juntar verba para fazer uma proposta e tentar comprar o clube, tirando-o assim das mãos da família Glazer, porém foi tudo em vão.

Dentro de campo, como sempre, SAF conseguiu fazer um time forte e que sabia jogar junto. A zaga não foi tão perefeita como em outras temporadas, mas ainda assim dava confiança. Apesar das lesões que tiraram Vidic e Ferdinand de vários jogos. No meio de campo, destaque para as atuações de Darren Fletcher, que fez sua melhor Premier League na história e com assistências e gols carregou por muitas vezes o setor. Foi segundo melhor jogador do time na temporada.

O primeiro, obviamente, foi Wayne Rooney. Numa temporada fantástica onde ele não tinha companheiro no ataque, teve que por várias vezes ser o principal responsável pelas vitórias. Assumiu a responsabilidade depois da saída de Cristiano Ronaldo e não decepcionou. Um dos melhores jogadores do mundo nesta temporada. Rooney foi dúvida a melhor coisa que aconteceu no Manchester neste último ano.

A esperança é que para o ano que vem, com a renovação do elenco prometida por SAF, o time venha mais forte e busque os títulos da Champions e da Premier League que faltaram nesse ano.

MARQUES – O drible que ele não conseguiu realizar

por Ricardo Arruda

Foi bom, excelente, magnífico, enquanto durou. Não dá para driblar o tempo, nem mesmo o Marques, tão acostumado a girar fácil sobre a marcação, consegue enganar a idade.

De qualquer forma, sinto-me feliz e grato por ter visto esse craque em seu melhor momento físico e técnico. Também por ter aprendido a respeitar esse homem por seu caráter e respeito à Nação Atleticana.

Marques já escreveu seu nome na história do Clube Atlético Mineiro faz tempo. Foram várias páginas, lindas e memoráveis, como o milésimo gol do Galo em brasileiros e o gol na final contra o Ipatinga.

Desde já perdôo os que não tiveram a oportunidade de aprender a amar o ídolo. Quem nunca teve oportunidade de ver o Marques atuando em bons time do Galo como o de 97, com o notável Valdir Bigode, ou em 1999 ao lado do então espetacular Guilherme, não conheceu o Calango.

E mais, quem não viu esse craque, de parafusos nos tornozelos, carregando nas costas times medíocres do Galo, não tem mesmo a obrigação de se emocionar ao gritar “Ole Marques”.

Eu vi, vivi e me emocionei em cada giro do Marques. Eu esperei ansiosamente em cada momento que a bola fosse lançada na esquerda, certo de que o jogo seria ali resolvido quando o Marques girasse e colocasse alguém na cara do gol.

Talvez nunca mais tenhamos um jogador que seja assim tão querido, por seu futebol, amor ao time e caráter. De qualquer forma, fica aí a lição para aqueles, que como o Tardelli, pretendem ser ídolos da Massa Atleticana. Para ser amado pela Massa o primeiro passo é amar o Galo e o Marques amou, como poucos.

Se vou votar nele? Não sei. Política é uma coisa, futebol é outra. É claro que pelo caráter que sempre mostrou ele merece pelo menos ser ouvido com atenção. Se suas propostas forem realmente sólidas, se demonstrar na política pelo menos um pouco da capacidade que tinha para jogar futebol ele pode ganhar meu voto.

Mas qualquer que seja seu desempenho nesse novo desafio, Marques continuará merecendo meu “Ole Marques”.

Bota na conta dos laterais!

Manchester tinha tudo para ganhar fora de casa hoje de um dos times mais fortes da Liga nesta temporada, o Bayern. Abriu o placar logo aos 2 minutos com Rooney e dominou nos minutos seguintes, até uns 30 do primeiro tempo. Nesse periodo teve mais umas 3 ou 4 chances de ampliar, não fez. Daí pra frente, o Bayern jogou melhor e em dois lances de falhas individuais de Gary Nevill e Patrice Evra, o Bayern chegou ao empate e à virada!

Primeiro num impulso Neville coloca a mão na bola na entrada da área. Ribery cobra a falta que desvia em Rooney e entra. Aos 48 do segundo tempo Evra ao invés de dar um bicão, fica assistindo a bola chegar aos pés de Olic, que vira o jogo. Tarde demais para uma reação!

Vale ressaltar que os dois gols sairam após a mudança de SAF que tirou Park para a entrade de Berbatov (que nem pegou na bola) e Carrick, o pilar da marcação no meio campo, para a entrada de Valência. Acho que ele não deveria ter tirado o Carrick e deveria ter tentado segurar o resultado.

Agora o Manchester terá de ganhar no jogo de volta, em Old Trafford, semana que vem, para se classificar. Nada impossível, mas poderia ser bem mais fácil.

Fato importante no final do jogo foi a contusão de Rooney. Torceu o pé e saiu de campo mancando. Preocupa e muito.

Dia de UCL pro Manchester

Hoje o Allianz Arena recebe o Manchester contra o anfitrião Bayern de Munique pela partida de ida das quartas de final da UEFA Champions League. De longe é o confronto com mais tradição dessa fase e os dois times são muito bons.

Prevejo um jogo muito equilibrado, mas, como sempre, aposto no United para sair vencedor hoje mesmo na Alemanha. Tem mais time, e conta com a volta daquele que seja talvez o melhor jogador do mundo na atualidade (ao lado do Messi): Wayne Gol Rooney, o Pelé branco.

Resumindo, será um jogaço. Placar de hoje? 1×0 Manchester (Gol de Rooney)

Escalações prováveis:

Bayern (4-4-2): Butt; Lahm, Van Buyten, Demichelis, Badstuber; Mueller, Van Bommel, Tymoshchuk, Ribery; Klose, Olic

United (4-2-3-1):Van der Sar; Neville, Vidic, Ferdinand, Evra; Fletcher, Carrick, Giggs, Park, Nani; Rooney

Vou deixar aqui uma pequena foto de recordação, para relembrar uma grande vitória sobre os alemães e trazer bons fluidos.


Hoje foi só alegria!

Nada como acordar cedo pra jogar uma peladinha e, de lá, emendar direto pro mineirão ver o Galo jogar. E hoje o Galo dominou.

Num jogo com público pequeno, o Galo fez um jogo perfeito e não deu uma chance sequer ao U2iutaba. Com gols de Fabiano (2) Renan Oliveira e Tardelli (3), o Galo meteu 6 e garantiu a 3ª colocação no mineiro. Vai pegar o América agora no Domingo que vem. Pegar o Coelho no dia de páscoa e da-lhe chocolate!

Destaques do jogo de hoje: Junior, Renan Oliveira, Tardelli. Fabiano pela presença de área e Obina pelo serviço de garçom, tambéms merecem um certo destaque, mas não tanto quantos os outros.

Tardelli guardou simplesmente 3 gols. Junior é um cara diferenciado que sabe dar um passe e pensar o jogo. Joga pra frente, coisa que o Ricardinho não vinha fazendo. Renan Oliveira sendo amis uma vez o maestro do meio de campo. Jogando com a cabeça erguida, distribuindo o jogo, marcando, dividindo. Tá se mostrando um baita jogador. Que bom, porque precisaremos demais dele daqui pra frente.

Ê Galo que joga bonito, menino. Deu gosto de ver hoje!

Treino tranquilo em Melbourne

Essa madrugada, enquanto eu chegava do boteco, me preparei para ver o treino da F1.

Nada fora do comum aconteceu, a não ser Lewis Hamilton largando em 11º, em contrapartida, Rubens Barrichelo larga em 8º.

A lamentar mesmo só a 5ª posição do Massa, ficando duas posições atrás de Alonso (companheiro de equipe e lider do mundial).

Corrida amanhã promete ser tranquila também. Mais uma vez o Pole Position é o Vettel, excelente piloto da RBR, que faz a primeira fila com o Webber.

GRID:

1- Vettel

2- Webber

3- Alonso

5- Massa

8- Barrichelo

22- Di Grassi

23- Senna